audio visual



Cultura nos Bairros vai ao Novo Horizonte

No último dia 24, às 10 horas da manhã, no Jardim Novo Horizonte, a Secretaria de Cultura de Rolândia promoveu mais uma edição do projeto “Cultura nos Bairros”. O público que passava por ali ou que saia da missa conferiu a apresentação do grupo de Taikô (foto), coordenado por Gilberto Otake. O grupo de hi-hop Evangelizart também se apresentou na sequência; é a segunda vez que este grupo se apresenta no projeto. Entre o público presente esteve o Prefeito Johnny Lehmann e a vice Sabine Giesen, além da Secretaria de Cultura, Maria Luiza Muller.

Na próxima quinta-feira, dia 28, o evento vai até o Conjunto Domingues Neves, no CCI – Centro de Convivência de Idosos, às 20 horas. Todo o bairro está convidado.


Nanuk recebe orquestra de câmara e música popular

Nos próximos dias 21 e 22 de julho, no Centro Cultural Nanuk, o Festival de Música de Londrina traz para Rolândia parte de sua programação.  No ano passado o Festival trouxe orquestras à cidade descentralizando a extensa programação desse que é um dos mais importantes eventos de música do país.

Dia 21 o Nanuk recebe a Orquestra de Câmara Solidariedade Sempre, com a presença de 26 músicos. Já no dia 22 teremos o Grupo de Música Brasileira. As duas apresentações serão às 20:00 horas. Os espetáculos são gratuitos, mas alimentos não perecíveis são bem vindos. A Secretaria de Cultura espera todos aqueles com bom  apetite musical.

Mais informações pelo fone 3906-1086.


I Rolândia Mostra Humor

Evento reservará dia para atores e “não-atores” rolandenses mostrarem sua graça.

Entre 2 e 4 de setembro, Rolândia viverá dias de muito riso. A Secretaria de Cultura e Turismo prepara o I Rolândia Mostra Humor, que reunirá grupos regionais e municipal de teatro, além de números cômicos e festival de piadas.

O evento acontecerá em todos os períodos do dia, na praça Marechal Castelo Branco e no Centro Cultural Nanuk, democratizando a todos o acesso às manifestações artísticas da cidade. Os organizadores ainda estão fechando a programação, que em breve será divulgada.

Mostrando a cara

Em uma das noites da Mostra, os rolandenses poderão subir ao palco do “Nanuk” e fazer a platéia rir. Um show de humor está sendo organizado e possibilitará, para aqueles que apenas contam suas piadas em casa, dividir o riso com todos. Valem piadas, dublagens engraçadas, números de humor e cenas teatrais. O importante é fazer todo mundo se divertir em uma noite dedicada aos novos talentos.

Os interessados em participar do Show de Humor já podem fazer suas inscrições na Secretaria de Cultura informando qual a modalidade em que quer participar. Maiores informações pelo telefone 3906-1086.

PARA SE INSCREVER DEIXE UM COMENTÁRIO



Neste sábado tem cinema na Casa de Cultura

“Cada um é cada um, e todo mundo é gente

Neste sábado, 31 O Cine Clube Nanuk da Secretaria de Cultura de Rolândia através da Progamadora Brasil, apresenta “comunidades” uma série de curtas metragens que retratam e valorizam as culturas artísticas existentes nas periferias do brasil.

Como diz Carlos albrto Mattos em sua crítica,ma das maiores novidades do audiovisual brasileiro contemporâneo é o movimento de cinema e vídeo das comunidades de favelas e periferias.
Assim como em toda cidade brasileira, temos em Rolândia uma grande quantidade de artistas nas periferias, que produzem arte em diversas expressões artísticas, seja através da dança, do grafite, da música, da escltura etc.
O intuíto da Secretaria de Cultura é fomentar a produção audio visual nas comunidades, para que, possam utilizar a arte como trampolim social.

Anote sábado dia 31 às 20:00 no teatro nanuk.

CRÍTICA

Hip hop paulista é ativismo social. O brega amazonense se mira no espelho da sátira. Um documentário baiano termina em moqueca. As marionetes do Morrinho fazem seu desfile de carnaval. Maria Capacete xinga mas ama seus vizinhos em Santos. E por aí vai esse mapa do Brasil do ponto de vista das comunidades de morro e periferia. Em nove curtas, um mosaico da expressão autônoma de brasileiros livres para representarem a si mesmos. Cada um a sua maneira, mas com espírito eminentemente coletivo, o povo das comunidades está oxigenando o audiovisual brasileiro. Fruto de ações de inclusão social pela cultura e da conquista da auto-expressão, esse cinema anuncia um novo tempo.

FILMES:

  • Acadêmicos do Morrinho parte 1
    Chico Serra , Fábio Gavião , Nelcirlan Souza e Renato Dias , RJ, 2006
  • Acadêmicos do Morrinho parte 2
    Chico Serra , Fábio Gavião , Nelcirlan Souza e Renato Dias , RJ, 2006
  • Defina-se
    Kelly Regina Alves , SP, 2002
  • Geyzislaine, Meu Amor
    Alunos da Amacine , AM, 2005
  • Maria Capacete
    Eduardo Bezerra e Victor Luiz dos Santos , SP, 2006
  • MULHER DE AMIGO
    Leandro Monteiro , RJ, 2005
  • O Saci no Morrinho
    Fábio Gavião , RJ, 2006
  • Picolé, Pintinho e Pipa
    Gustavo Melo , RJ, 2007
  • Seu Aluisio e o Mar
    Núcleo Kabum, BA, 2006