julho 2010



Neste sábado tem cinema na Casa de Cultura

“Cada um é cada um, e todo mundo é gente

Neste sábado, 31 O Cine Clube Nanuk da Secretaria de Cultura de Rolândia através da Progamadora Brasil, apresenta “comunidades” uma série de curtas metragens que retratam e valorizam as culturas artísticas existentes nas periferias do brasil.

Como diz Carlos albrto Mattos em sua crítica,ma das maiores novidades do audiovisual brasileiro contemporâneo é o movimento de cinema e vídeo das comunidades de favelas e periferias.
Assim como em toda cidade brasileira, temos em Rolândia uma grande quantidade de artistas nas periferias, que produzem arte em diversas expressões artísticas, seja através da dança, do grafite, da música, da escltura etc.
O intuíto da Secretaria de Cultura é fomentar a produção audio visual nas comunidades, para que, possam utilizar a arte como trampolim social.

Anote sábado dia 31 às 20:00 no teatro nanuk.

CRÍTICA

Hip hop paulista é ativismo social. O brega amazonense se mira no espelho da sátira. Um documentário baiano termina em moqueca. As marionetes do Morrinho fazem seu desfile de carnaval. Maria Capacete xinga mas ama seus vizinhos em Santos. E por aí vai esse mapa do Brasil do ponto de vista das comunidades de morro e periferia. Em nove curtas, um mosaico da expressão autônoma de brasileiros livres para representarem a si mesmos. Cada um a sua maneira, mas com espírito eminentemente coletivo, o povo das comunidades está oxigenando o audiovisual brasileiro. Fruto de ações de inclusão social pela cultura e da conquista da auto-expressão, esse cinema anuncia um novo tempo.

FILMES:

  • Acadêmicos do Morrinho parte 1
    Chico Serra , Fábio Gavião , Nelcirlan Souza e Renato Dias , RJ, 2006
  • Acadêmicos do Morrinho parte 2
    Chico Serra , Fábio Gavião , Nelcirlan Souza e Renato Dias , RJ, 2006
  • Defina-se
    Kelly Regina Alves , SP, 2002
  • Geyzislaine, Meu Amor
    Alunos da Amacine , AM, 2005
  • Maria Capacete
    Eduardo Bezerra e Victor Luiz dos Santos , SP, 2006
  • MULHER DE AMIGO
    Leandro Monteiro , RJ, 2005
  • O Saci no Morrinho
    Fábio Gavião , RJ, 2006
  • Picolé, Pintinho e Pipa
    Gustavo Melo , RJ, 2007
  • Seu Aluisio e o Mar
    Núcleo Kabum, BA, 2006


Artista de Rolândia é Premiada em Ibiporã

A artista Plástica rolandense Thaís Cristine Kreling Gülzow foi premiada entre os finalistas da Mostra Regional de Artes Visuais da cidade de Ibiporã.

> Nilse Martins, Thaís Gülzow, Verra Mussi, Maria Luiza

No dia 21 de julho, ocorreu a Abertura da Mostra Regional de Artes Visuais  no Cine Teatro Pe. José Zanellti onde as obras selecionadas estão e ficarão em exposição até o dia 27 de agosto de 2010.

A seleção dos trabalhos ocorreu nos dias 22 e 23 de junho quando Ibiporã recebeu a comissão de seleção e premiação composta por: Mazé Mendes e Lenora Pedroso de Curitiba, e pelo artista Henrique de Aragão, que mora em Ibiporã. A comissão analisou os trabalhos de 72 artistas da regional da AMEPAR, com 203 obras, das quais resultaram na escolha de 25 artistas com 44 obras.

A Comissão de Seleção e Premiação adotou como critérios para a seleção o domínio da técnica, a unidade dos trabalhos apresentados, o processo de criação, além da coerência expressiva e qualidade de expressão.

Os três artistas finalistas foram: Ananias Francisco dos Santos, de Ibiporã, com as obras: Transeunte, Senhora de Vermelho e Solitude, Elias de Andrade, de Londrina, com as obras: Retrato de um dia, Retrato de Flávio e Retrato de Egon e Thaís Cristine Kreling Gülzow, de Rolândia com as obras: Oval 09, Oval 05 e Oval 16. Cada um dos três recebeu da comissão, um prêmio no valor R$1.000,00 (Hum mil reais), a título de incentivo.

A Mostra Regional de Artes Visuais 2010 é uma realização da Secretaria de Estado da Cultura, por meio da Coordenação do Sistema Estadual de Museus e da Fundação Cultural de Ibiporã.


Do êxito ao êxodo, caminhos da cafeicultura

na região norte do Paraná.

Documentários realizados em distritos da zona rural de Londrina trazem entrevistas com trabalhadores e ex-trabalhadores do café e as memórias em torno de fotografias produzidas entre 1957 e 1970 por Armínio Kaiser, ex-funcionário do Instituto Brasileiro do Café.

Durante o ano de 2008, a equipe de produção formada por Daniel Choma, Tati Costa e Edson Vieira percorreu quatro distritos da zona rural de Londrina-PR – São Luiz, Patrimônio Regina, Paiquerê e Espírito Santo. O contato com as comunidades se deu a partir de escolas públicas locais, diretamente com as professoras do curso de Alfabetização de Jovens e Adultos. O trabalho buscou dialogar com trabalhadores e ex-trabalhadores do café que viveram suas juventudes por volta das décadas de 1950 e 1960, período em que Armínio Kaiser realizou seus registros nas lavouras de café.

As vinte entrevistas realizadas pelo projeto “Grãos de ouro sem sais de prata – memórias do café” em Londrina e nos distritos da zona rural, trazem narrativas de sujeitos muitas vezes excluídos do discurso histórico oficial sobre a cafeicultura. Personagens anônimos que através do meio audiovisual ganham voz e cujas memórias revelam, ao bom ouvinte, cores, formas, fragrâncias, músicas e texturas únicas. Memórias que se refazem no tempo presente, sol a sol, grão a grão.

Armínio Kaiser, atualmente com 83 anos, trabalhou no Instituto Brasileiro do Café entre 1953 e 1989. Como engenheiro agrônomo e técnico do IBC, percorreu inúmeras fazendas e pequenas propriedades da região prestando assessoria técnica aos cafeicultores. Sempre carregava consigo, uma, duas ou até quatro de suas câmeras fotográficas (de filmes formato 6×6 cm e 35 mm), mais por gosto pessoal que por função de sua profissão. Suas fotografias registram as diversas etapas do trabalho e o drama cotidiano de homens e mulheres que trilharam suas vidas nos caminhos do café.

Para o trabalho de pesquisa selecionou-se um conjunto de 139 fotografias, representativas de um acervo composto por 1291 imagens. Produzidas entre 1957 e 1970 por Armínio Kaiser, estes primorosos registros permitem visualizar desde a queimada e derrubada de árvores em terras virgens até o preparo da terra para plantio. As etapas do cultivo: dos viveiros à cova; da florada à colheita; da secagem e transporte à classificação e armazenagem. Trazem para perto o cotidiano nas colônias de trabalhadores – casas, bares, famílias, lavadeiras no rio. Boiada na estrada, escola, procissão, estilingue. Revelam a tragédia da erosão em terras arenosas como as de Paranavaí (PR), a devastação dos cafeeiros pelas geadas, os efeitos do grande incêndio rural de 1963. Múltiplas reminiscências do que Armínio denominou por desassossego – a miséria e o êxodo rural enfrentado por muitos após a erradicação de grande parte das lavouras de café na região norte do Paraná.

Circulação

Os dois documentários resultantes, Grãos de Ouro em Sais de PrataCafé Passado Agora foram finalizados em março de 2009. Seu lançamento se fez através de 28 exibições realizadas em escolas públicas da zona rural de Londrina (distritos de São Luiz, Paiquerê, Patrimônio Regina e Espírito Santo). Mais de 200 Livros-DVD foram distribuídos gratuitamente a escolas, bibliotecas, cineclubes e centros culturais.

ASSISTA:

CAFÉ PASSADO AGORA

http://www.camaraclara.org.br/projetos_pesquisas_audiovisuais/projeto_graos/compadre%292.jpghttp://www.camaraclara.org.br/projetos_pesquisas_audiovisuais/projeto_graos/elzafoto_01.jpghttp://www.camaraclara.org.br/projetos_pesquisas_audiovisuais/projeto_graos/semente.jpg

.

http://www.camaraclara.org.br/projetos_pesquisas_audiovisuais/projeto_graos/foto%2991.jpghttp://www.camaraclara.org.br/projetos_pesquisas_audiovisuais/projeto_graos/foto_07.jpghttp://www.camaraclara.org.br/projetos_pesquisas_audiovisuais/projeto_graos/foto_02.jpg


“Bravo! Bravíssimo!”

Orquestra Jovem de Brasília emociona o público do Teatro Nanuk em Rolândia

Orquestra Joven de Brasilia no Teatro Nanuk em Rolândia - Foto: Ivan Nilton

A pláteia se emocionou ontem com a espetacular apresentação da Orquestra Jovem de Brasília no Teatro Nanuk. O evento que é uma extensão do Festival de Música de Londrina lotou o teatro e contou com aclamação em pé da empolgada platéia.

O Grupo apresentou diversas peças clássicas, mas o que levantou o público foi o fechamento onde executaram “Gonzaguiana” de Ciro Pereira.

Ao término, a plátéia extaseada pediu em coro “mais um, mais um”, o pedido foi atendido, e numa doce surpresa. Rompendo o clima de formalidade o Maestro Vadim Arsky tomou em mãos seu saxofone e juntamente com alguns integrantes da orquestra se deslocou para a frente do palco onde formaram uma “roda de baião” .

Uma canja que aqueceu os corações dos espectadores numa noite típica de inverno. Uma noite que ficará para sempre na memória dos Rolândenses.

A secretaria de Cultura e Turismo de Rolândia Maria Luiza Muller em sua fala, disse que empreenderá esforços para que, num futuro próximo Rolândia tenha seu próprio Festival de Música e possa oferecer aos cidadãos mais espetáculos deste nível técnico.


Exposição das obras de “LEÓ GUIMARÃES”(in memorian)no Museu Municipal de Rolândia

"O Sapateiro" Leó de Guimarães

“LEÓ GUIMARÃES”(in memorian)

Lembramos que nessa exposição às pessoas interessadas terão a oportunidade de adquirir suas telas e dessa forma contribuir para divulgar o trabalho de uma artista dedicada, que muito contribuiu com o desenvolvimento da arte em Rolândia.

Obs. As telas estarão disponíveis para a venda.

Local: MUSEU MUNICIPAL DE ROLÂNDIA

Período: 02/07/2010 a 30/07/2010

Horário: 7:30 às 17:00 horas

Endereço: Rua Duque de Caxias (em frente ao nº 445, antiga loja JD)

Realização: SECRETARIA DE CULTURA E TURISMO

Organização: MUSEU MUNICIPAL




Abertura Mostra de Artes

Já estão selecionados os trabalhos que farão parte da Mostra de Artes Visuais 2010, em Ibiporã PR. A abertura será no dia 21 de julho, às 20h.

O Governo do Paraná e a Secretaria de Estado da Cultura, juntamente com a Secretaria de Cultura e Turismo de Ibiporã e a Fundação Cultural convidam toda a comunidade para a Abertura da Mostra Regional de Artes Visuais, que será no dia 21 de julho, às 20h no saguão do Cine Teatro Pe. José Zanelli e ficarão em exposição até o dia 27 de agosto de 2010.

A seleção dos trabalhos ocorreu nos dias 22 e 23 de junho quando Ibiporã recebeu a comissão de seleção e premiação composta por: Mazé Mendes e Lenora Pedroso de Curitiba, e pelo artista Henrique de Aragão, que mora em Ibiporã. A comissão analisou os trabalhos de 72 artistas da regional da AMEPAR, com 203 obras, das quais resultaram na escolha de 25 artistas com 44 obras.

A Comissão de Seleção e Premiação adotou como critérios para a seleção o domínio da técnica, a unidade dos trabalhos apresentados, o processo de criação, além da coerência expressiva e qualidade de expressão.

Os três artistas finalistas foram: Ananias Francisco dos Santos, de Ibiporã, com as obras: Transeunte, Senhora de Vermelho e Solitude, Elias de Andrade, de Londrina, com as obras: Retrato de um dia, Retrato de Flávio e Retrato de Egon e Thaís Cristine Kreling Gülzow, de Rolândia com as obras: Oval 09, Oval 05 e Oval 16. Cada um dos três recebeu da comissão, um prêmio no valor R$1.000,00 (Hum mil reais), a título de incentivo.

A Mostra Regional de Artes Visuais 2010 é uma realização da Secretaria de Estado da Cultura, por meio da Coordenação do Sistema Estadual de Museus e da Fundação Cultural de Ibiporã.

Ana Maria Borges de Alcantara Mtb-PR  8038

fonte: http: //www.fcibipora.com.br/noticia/mostrar/id/93


Secretaria de Educação de Rolândia  realiza Conferência do Plano Municipal de Educação

Acontece nos dias 13 e 14 de Julho (hoje e amanhão)  a Conferência do Planno Muncipal de Educação de Rolândia. No evento organizado pela Secretaria Municipal de Educação, o poder público, gestores, professores, funcionários e comunidade escolar em geral terão a oportunidade de participar da construção deste plano, exercendo assim nosso papel dentro de uma Gestão Democrática e participativa um dos princípios básicos da educação para os dias de hoje.

A participação de toda rede municipal de ensino é de suma importância neste momento onde discutiremos ações e planos para melhoria da educação de Rolândia para os próximos 10 anos, pois para atingirmos índices melhores na educação municipal nossa meta deve ser a de trabalharmos em conjunto para uma escola pública onde acesso, permanência e qualidade sejam indissociáveis na busca de uma educação melhor para todos.

Programação:

Local: Centro Comunitário João de Deus

Dia 13/07/2010 – 19: 00 horas (toda comunidade escolar). Palestra com Dr. José  Dorival Perez

Dia 14/07/2010 – 8:00 horas (delegados inscritos)

Próxima Página »