Orquestra de Câmara Solistas de Londrina inicia a circulação de dez concertos nas cidades paranaenses 

ROLÂNDIA  – 29 de outubro , às  20.00hs, no Centro Cultural Nanuk

ENTRADA FRANCA

orquestraPremiada no Concurso de Apoio à Circulação de Espetáculos de Música promovido pela Secretaria de Estado da Cultura/ Coordenadoria de Ação Cultural a Orquestra de Câmara Solistas de Londrina vai levar a música de compositores paranaenses  a dez cidades do Estado do Paraná.

Dez cidades no Paraná serão palco de um encontro muito especial. A Orquestra de Câmara Solistas de Londrina teve um projeto selecionado no Concurso de Apoio à Circulação de Espetáculos de Música 2009 promovido pela Secretaria de Estado da Cultura/ Coordenadoria de Ação Cultural. O resultado foi divulgado recentemente e o projeto é o único escolhido na área de música erudita. Com isto, o espetáculo “Um encontro de compositores paranaenses”, que reúne somente obras dos compositores do Paraná, será apresentado em dez cidades do Paraná, cumprindo um circuito que pretende levar arte a todo o Estado. A origem do espetáculo veio de um trabalho realizado no mês de junho deste ano e apresentado na Capela Santa Maria em Curitiba  com muito sucesso. A iniciativa, além de divulgar o trabalho musical, estimula a formação de novos públicos.

        O circuito inclui as cidades de Cornélio Procópio, Cambé, Astorga, Ribeirão do Pinhal, Guaíra, Umuarama, Apucarana, Rolândia,Jacarezinho e Leópolis. Os concertos serão apresentados em teatros, auditórios e igrejas até dezembro deste ano.

No programa , obras de compositores paranaenses: Bento Mossurunga, Brasílio Itiberê, Henrique de Curitiba e Rogério Krieger. 

O circuito cultural segue em outubro e a Orquestra de Câmara Solistas de Londrina se apresenta na cidade de Rolândia , no dia 29 de outubro, ás 20.00horas,  no Centro Cultural Nanuk.

Todas as apresentações tem  ENTRADA FRANCA. 

“O prêmio vem como um novo estímulo para orquestra, e confirma o reconhecimento pelo trabalho do grupo no Estado, além da valorização da produção londrinense.”, afirma o spalla e Diretor artístico do grupo Evgueni Ratchev. Em 2007 a orquestra recebeu o Prêmio do Estado pelo espetáculo “A Música dos Séculos”.

Repertório paranaense

 

Para estes concertos a Orquestra tocará  um programa com ambientações diferentes. Na primeira parte,  a musica paranaense, através de compositores de períodos distintos: Brasílio Itiberê (século XIX), Bento Mossurunga (século XX até a década de 60) e Henrique de Curitiba, na segunda parte do século XX. Brasílio Itiberê foi um dos principais precursores da musica nacionalista, amigo de Liszt, Rubinstein e Giovani Sgambati.Compôs obras que, além do domínio da estética acadêmica que vigorava na época, continham elementos inspirados na nossa cultura, o que as tornavam atraentes e, de certa forma exóticas, ao gosto do público. Com Bento Mossurunga, temos um grande nome da musica paranaense, violinista, professor, fundador  da Escola de Musica e Belas Artes do Paraná e da Orquestra Estudantil de Concertos. Já Henrique Morozowicz é , sem sombra de dúvida, o maior nome da música paranaense. Respeitado internacionalmente, contém uma coleção admirável de musica vocal,  a sua grande especialidade, além de musica de câmara e musica sinfônica.A segunda parte do programa é composta integralmente por obras de Rogério Krieger.  “Capoeira e fandango” teve como inspiração  o fandango paranaense e a capoeira,  através do qual, os instrumentos de cordas imitam os timbres e os ritmos característicos dessas manifestações folclóricas nacionais “Segundo ponteio”, obra para cordas escrita em 2005, é inspirada no ponteio de viola do extremo sul do Brasil.

A Solistas de Londrina tem como característica a divulgação da música brasileira. Mostrar um repertório integralmente com obras paranaenses veio de encontro a esta filosofia da Orquestra. A inclusão de compositores brasileiros no repertório é uma das características marcantes da Orquestra de Câmara Solistas de Londrina que se destaca no cenário nacional, tendo recebido prêmios importantes. O espetáculo “Um encontro de compositores paranaenses” que está em circulação logo entrará uma nova fase – a preparação da gravação das obras em CD.

Formada por treze instrumentistas, a orquestra tem se dedicado a projetos que têm como objetivo divulgar a música erudita para diferentes públicos. As apresentações incluem informações sobre o repertório, os compositores e os diversos estilos musicais.  

Paralelamente às apresentações que serão realizadas pelo Paraná, a orquestra vai realizar em Londrina os concertos da Temporada 2009, patrocinada pelo Programa Municipal de Incentivo à Cultura – PROMIC – e que conta com eventos para as festividades de Natal. 

Também em dezembro, dentro das comemorações dos 75 anos de Aniversário de Londrina com o patrocínio da Promic a Orquestra de Câmara vai lançar o mais novo Cd com obras de Guerra-Peixe, Retratos  brasileiros, que já está em fase de finalização. 

Em mais de 10 anos de existência, a orquestra tem trabalhado para realizar seus principais objetivos: executar música de qualidade, valorizando os instrumentistas, e ao mesmo tempo participa de um movimento que descentraliza o acesso à cultura, antes restrito praticamente aos grandes centros, para formar novos públicos. 

Serviço: “Um encontro de compositores paranaenses” – Concertos da Orquestra de Câmara “Solistas de Londrina”

ROLÂNDIA  – 29 de outubro , ás  20.00hs, no Centro Cultural Nanuk

ENTRADA FRANCA